Menu

Minha namorada gravou video porno dela se masturbando

Minha namorada gravou video porno dela se masturbando


Eu sou uma garota de 29 anos que só tinha transado com meus namorados(2). No início de 2004 surgiu uma oportunidade de trabalho imperdível em Florianópolis. Dar aulas na Universidade e trabalhar com pesquisas na área genética.
Antes de eu viajar uma amiga comentou comigo: já imaginou, você sozinha? Imagina você vai poder trepar quando quiser a hora que der vontade! Sempre gostei de sexo,mas morava com meus pais e na maioria das vezes transava com meu namorado em um motel, e agora já eram 3 meses sem transar.Em 15 dias eu estava morando sozinha, em uma cidade estranha e sem nenhum amigo(a).
Eu aproveitava tempo indo a academia durante a noite.Ver aqueles homens malhando começou a acender meu tesão. Eu conversava com alguns deles e sabia que chamava a atenção. Sou do tipo mignon, tenho 1m58, seios médios para grandes, bunda arrebitada, cabelos castanhos bem lisos e olhos verde escuros.
Fiz amizade com outra professora que dava aula na faculdade e que me convidou para correr com ela e o filho na beira mar. Isso tomava meu tempo e me fazia pensar menos em sexo porque masturbava muito quando ficava em casa.
Na quarta-feira só eu tinha a tarde livre e, as 17 horas, resolvi correr na beira mar quando ouço uma voz: posso acompanhar você? Olho para o lado e vejo o Fernando. O filho de minha amiga que nunca me chamou atenção. Não por não ser bonito, mas por não ser alto e ainda ser um menino. Apesar de ser baixinha, sempre gostei de homens e homens altos.
Sorri e aceitei a companhia. Fomos conversando e adorei conhecer melhor aquele garoto.
Apesar dos 18 anos era inteligente, divertido e espirituoso.
Até que um dia entrei no parque do manguezal do Itacorubi. Lá há uma espécie de trapiche de madeira que atravessa todo o manguezal e de repente senti uma mão em meu ombro. Tremi de medo, mas quando olhei era o Fernando. Ele me abraçou e eu me joguei em seus braços. Na hora senti a ereção do menino mas nem me importei. Ele apertou o abraço e eu deitei a cabeça em seu ombro. Olhei para o garoto e o beijei deliciosamente. No começo bem de leve só os lábios, depois passando minha língua no lábio superior, no céu da boca e daí com toda intensidade possível. Neste momento senti o quanto o pau dele era grande, e que ele havia perdido o controle. Passou a mão em minha bunda e agora beijava meus seios por cima da blusa. Pedi calma para ele e falei para irmos até minha casa. Ele disse que morria de tesão por mim e ia me comer ali mesmo.
Ele desceu do trapiche e me chamou para irmos para o meio das árvores. Achei uma loucura mas o tesão falou mais alto. Quando achamos um local onde não podíamos ser vistos ele me encostou no tronco de uma árvore e se ajoelhou. Baixou minha calça e a calcinha e veio beijando meus joelhos, foi subindo e beijou a virilha, abriu mais minhas pernas e chupou a virilha com tesão. Minhas pernas tremeram e ele passou a língua em minha barriga, foi descendo. Tocou meus pequenos lábios e foi enfiando dentro de mim.
Eu gemia de tesão e ele falava para eu gemer mais baixo, mas eu não conseguia. Fiquei encharcada de tanto tesão e gozei na cara dele.
Eu ainda estava mole quando ele me colocou de joelhos e me fez chupar o pau dele. Eu beijei a cabeça e passei ponta da língua em toda extensão daquele mastro enquanto minha não o masturbava lentamente. Aí enfiei a cabeça do cacete dele em minha boca e continuei masturbando de leve. Alternei chupadas na cabeça e chupadas no saco, porque vi que aquele pau enorme não caberia em minha boca,mas ele estava quase gozando. Coloquei o que pude daquele pau gostoso em minha boca e ele gozou. Tentei tirar da meu rosto rápido mas não deu tempo e ele gozou no meu rosto e em minha blusa.
Arranquei meu top e afundei a cabeça dele em meus seios. Ah como ele mamou gostoso, e enquanto isso eu fui segurando e masturbando aquele cacete.
Coloquei aquela maravilha na entradinha da minha buceta e ele meteu gostoso. Ahh, que delícia. Mandei ele bombar forte. Doía, mas o tesão era muito maior e ele foi enfiando aquilo em mim. Meu tesão era muito eu gemia alto e gritei quando gozei.
Quando olhei haviam dois rapazes quase do nosso lado, um loiro e outro moreno Um deles disse: oba também quero festinha. O loiro me agarrou, meu garoto tentou me defender mas tomou um soco nas costas e caiu. Fiquei muito assustada, e o rapaz disse: calma gatinha só queremos trepar gostoso com você, e me beijou. Um beijo daqueles que te arrepia dos pés a cabeça. Ele me deitou no chão. Só aí reparei o quanto ele estava bem vestido. Ele baixou as calças ajoelhou do meu lado e me mandou chupar. Puxou minha cabeça com força.
Comecei a chupar e ele disse mama putinha gostosa porque teu namoradinho virou mocinha. Não acreditei quando olhei e vi o Fernando sendo comido pelo outro cara e gemendo de tesão. Chupei o pau do cara com mais tesão e antes de ele gozar o empurrei e sentei em seu rosto.
Ficamos nessa sacanagem até eu gozar. Aí moreno falou que queria meu rabinho também. Meu cuzinho era virgem e tremi de medo quando me colocaram de quatro. O outro falou: isso namoradinho olha só tua gatinha sendo enrabada. O cara não teve dó e foi enfiando sem jeito e com força. Doeu muito, mas aí ele me colocou de lado e falou para o amigo comer minha buceta e o Fernando enfiar o pau em minha boca.
Os dois obedeceram e quando senti os dois paus entrando e saindo com força de meu corpinho quase mordi o pau do Fernando de tanto tesão. Acho que cheguei a perder os sentidos, porque lembro de estar gozando muito e depois acordar com o loiro abraçado a mim e o outro moreno o pau do Fernando.
Levantei meio zonza, e quando o Fernando gozou os caras se vestiram. Antes de ir embora o moreno deu um chute no peito do Fer e disse: da próxima vez coma a namorada em um lugar mais reservado otário gostosão.
Estávamos sujos, nos vestimos rápido e fomos correndo para minha casa que era perto dali.
Eu estava com o coração na boca pelo risco que corremos, por termos transado sem camisinha mas estava contente por causa da aventura.
Lá em casa tomamos banho e não transamos mais aquele dia.
Estou feliz por estar realizando fantasias que nunca imaginei que conseguiria realizar. Conhecendo “o jeito” de cada um ou cada uma transar. Continuo ?correndo? com o filho da minha amiga freqüentemente, só que não seguimos o conselho daqueles rapazes. Continuamos transando em muitos locais públicos, afinal Floripa tem muita natureza para ser explorada, e até colocamos mais um rapaz ou uma garota de vez em quando para tornar nossas aventuras mais excitantes.
Beijos,

Dani

Video Offline?

Deixe seu comentário

© 2021 - Flagras Amadores BR – Caiu na Net